Pages Navigation Menu

Notícias e Novidades do Mundo Gospel

Anuncie Aqui

O Crente e o Divórcio

O número de divórcio aumentou consideravelmente em nossos dias. Está muito em voga, até no meio evangélico. Essa prática tem se tornado uma constante em todos os seguimentos porque a lei tem facilitado todo o seu processo. Está mais fácil se divorciar, do que se casar. Divorcia-se pelos motivos mais escusos possíveis: incompatibilidade de gênio, divergência de opiniões, adultérios… As pessoas não querem se dar ao trabalho de orar entregando os seus problemas nas mãos de Deus e partem para um caminho mais rápido, o qual julgamser mais eficaz para resolver o “problema”.
Na maioria das vezes o divórcio não vem como livramento de uma situação desesperadora vivida por seu outorgante. Muitas vezes, quando o divórcio vem – por parte do homem, principalmente – é para satisfazer o ego vaidoso e a vontade que sente de se unir a uma pessoa mais jovem, mais bonita… Livrando-se assim, de uma forma covarde e suja, da mulher que lhe dedicou sua juventude, sua beleza, criando os seus filhos, sofrendo, às vezes, algum tipo de privação.
Ninguém é obrigado a se casar. Uma vez, porémque o fez, deve ser para todo sempre. Jesus deixou registrado que apenas a morte pode separar um casal.
Fora a morte, o adultério também pode por fim a um relacionamento. Entretanto, terá um agravante: nenhum dos dois poderá se casar novamente. Só há dois caminhos a seguir em caso de traição: perdoar o traidor e voltar a conviver debaixo do mesmo teto ou se separar e levar o resto da vida só, até que um dos cônjuges morra deixando assim, o outro livre para se casar novamente.
O ato do casamento é uma aliança indestrutível que só a morte pode quebrar. É um pacto de sangue contraído na primeira relação sexual. A prova de tal pacto ficou no claro lençol com as sofridas e grossas gotas de sangue vertidas pela moça. (Quando a moça é virgem, é claro. Fato esse meio difícil ultimamente. Mas, ainda existe um remanescente fiel).
O homem e a mulher ao se casar tornam uma só carne e quando se separam é como se estivesse arrancando o pedaço um do outro. Isso sempre traz muito sofrimento e dor.
Veja os ensinamentos bíblicos acerca do casamento e do divórcio:

• Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação (infidelidade), e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério. Mateus 19.5-9

Quem traiu, abandonou e se casou com outro está vivendo em adultério. Quanto ao abandonado, ainda que esteja sem culpa, se se casar com outro, estará cometendo adultério também. Tanto quem traiu quanto quem foi traído deve permanecer só.
É difícil, mas é a realidade. A coisa é tão complicada que os discípulos disseram para Jesus que seria melhor permanecer sem casar.Disseram-lhe seus discípulos: Se assim é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar. Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido. Mateus 19.10-11

• E ele lhes disse: Qualquer que deixar a sua mulher e casar com outra, adultera contra ela. E, se a mulher deixar a seu marido, e casar com outro, adultera. Marcos 10.11-12

Até quando uma pessoa solteira se casa com uma pessoa repudiada, divorciada, seja por qual motivo for, está vivendo em adultério com ela. A bíblia enfatiza isso claramente.

• Todavia, aos casados mando não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher. 1 Coríntios 7.10-11

O apóstolo Paulo é bastante claro tal como Jesus o foi. Pode até se separar, porque a pessoa é livre para decidir o que é melhor para a sua vida, mas terá que ficar sem se casar, porque a lei de Deus se sobrepõe ao desejo humano. Quanto a isso a Palavra de Deus é bastante incisiva.
O casamento é o mais importante passo a ser dado tanto pelo homem quanto pela mulher, portanto é imprescindível que seja realizado debaixo de muita oração, buscando primordialmente a direção de Deus, porque uma vez casado, casado para sempre. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem. Marcos 10.9
Devemos, porém entender, que há casos e casos a serem examinados. Servimos a um Deus de misericórdia, que não leva em conta o tempo da ignorância. Se a pessoa, estando no mundo, deu um passo errado em direção ao casamento, porque levar essa cruz para o resto da vida? Vivemos no tempo da graça e, como disse, servimos a um Deus de misericórdia plena.
Em contrapartida, se a pessoa é cristã, conhecedora da Palavra e se envolve num relacionamento fadado ao fracasso, sabendo que Deus e a bíblia condenam o divórcio, deve pagar o seu preço para o resto da vida, livrando-se da sua cruz somente através da morte. (morte natural e não encomendada – só para constar. Há casos de homem que armam ciladas para suas esposas caírem em adultério, para, dessa forma, terem um respaldo para o divórcio. Daqui a pouco darão um passo maior encomendando a morte do seu cônjuge.)
Pense nisso acaso esteja olhando atravessado para o seu cônjuge, já premeditando o divórcio. Antes, ore pelo seu casamento sabendo que Deus é poderoso para restaurá-lo. Acredite! Deus pode restaurar o seu casamento!

Mas, se alguém quiser ser contencioso, nós não temos tal costume, nem as igrejas de Deus.1 Coríntios 11.1

Por Irani Vaz Campos Ferreira

share medium O Crente e o Divórcio

Paulo Ricardo

Cristão, Evangélico, Divulgador Gospel, trabalho no A Noticia Gospel e em outros sites, evangélicos divulgando e contribuindo voluntariamente com conteúdo.

9 Comentários

  1. Este assunto é muito delicado. Devemos estudar mais a respeito. Não quero com isso contradizer o que foi escrito.
    Paz e graça.

  2. Tenho que concordar que o casamento cristão provém de Deus e o que Deus uniu o homem não separa. Porém, como tbm diz a bíblia, ñ é bom q o homem esteja só e como vemos lá em 1°CO – O apostolo Paulo diz que “É BOM SE FICARMOS SÓ COMO ELE”, porém o mesmo diz: _É melhor casar do q abrasar- se. Dessa maneira concluo q por + q nossa força vem do Senhor, a CARNE é fraca e se a pessoa ñ se sente forte o suficiente para aguentar, case- se NOVAMENTE e viva feliz e com a conciência tranquila sendo regido pelos preceitos bíblicos.

  3. Como é que fica a vida de um homem ainda jovem que a esposa traiu ñ quer mais voltar para ele e até já teve um filho com outro?

  4. ” Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação (infidelidade), e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério. Mateus 19.5-9″, Aqui está claro no texto, que Jesus permitiu o divórcio e o 2º casamento, veja a expressão: “e casar com outra” ( está falando de 2º casamento). O que Aconteceu aqui é que os fariseus vieram a Jesus e perguntaram se era lícito ao homem repudiar sua mulher por “Qualquer motivo”, eles estavam usando como trunfo ,a permissão dada por Moisés em Deut 24,. Jesus aqui formulou um novo mandamento, pois até então ninguém havia falado sobre isso, ele disse: ” Eu Porém vos digo”. ou seja, antes de mim ninguém disse, e é isso que passa a valer daqui pra frente! (trocando em miúdos).vos digo o quê? o que foi que Jesus disse? Que qualquer que repudiar a sua mulher por qualquer motivo comete adultério ( derrubando a permissão de Deut 24, dada por Moisés, pela dureza do coração), mas ele abre uma exceção, “Não sendo por Pornéia=Palavra grega que pode ser traduzida como infidelidade conjugal”, eis aqui a exceção! O homem não pode repudiar por motivo nenhum, mas por esse pode! Não pode se casar de novo em outras circunstâncias quaisquer, mas neste caso sim, é isso que Jesus está dizendo. Se Ele abriu um parêntesis, para esse grupo de pessoas, é sinal que ele está isentando-o dos demais! Se eu disser : Todos os homicidas deverão ser enforcados! Serão todos os homicidas, mas se eu disser, não sendo por legítima defesa, eu estou dizendo que este grupo está isento de ser enforcado, e se está isento , logo,está livre!
    A outra permissão, além de viuvez é claro, está no caso de “jugo desigual”, quando a parte que não é crente resolve abandonar o matrimônio,1 Corintios 7. 15 ” Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não esta sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz.”, repare bem essa expressão: “neste caso o irmão, ou irmã, não esta sujeito à servidão;” Que servidão seria esta? Ora, a Própria servidão do casamento! Essa servidão,Paulo está falando de uma espécie de certidão mesmo ,que eram lavradas naquela época, um documento, e que a pessoa está livre dessa servidão, livre para quê? Para ficar sozinho ou sozinha? Eu creio que não! Porque se for para isso, então eu não estou livre coisa nenhuma, estou preso aquela pessoa, e não é isso que o texto diz. Shalom

  5. Graça e Paz,

    Meus queridos,

    Gostaria de retificar o artigo quando é menciondado sobre casar-se com outra(o), mesmo que abandonado(a) e tendo sofrido adultério, pois neste caso quem sofreu pode se divorciar e casar sim, pois o versículo base mencionado é claro quando Jesus disse: a não ser por causa de prostituição(adultério),pois, só há esta excessão e nenhuma outra.

  6. OK!!!!!
    O que Deus uniu não o separe o homem…

    Mas o que dizer quanto ao que Deus não uniu????
    Me refiro aos casamentos “arranjados” que são pra resolver o problema do pecado sexual ou pra favorecer uma “escalonada” no ministério e por aí vai…

    O problema é que o povo acha que uma carta assinada em cartório ou num livro ata de alguma instituição religiosa valida algo diante de Deus…
    Casamento é algo que ACONTECE DENTRO do SER_HUMANO, e nós, como cartas vivas damos nota disso…

    Fica uma sugestão http://www.youtube.com/watch?v=oq5iQXUiuvw

  7. O artigo é anti-bíblico, pois em caso de adultério pode sim casar novamente e vou mais longe, creio que Jesus não listou todas as exceções. Por exemplo: E, se a pessoa casa com outra só para destruir sua felicidade. Ela se casa e na Lua de mel confessa: Nâo vou fazer sexo com você e nem com mais ninguém, pois sou hermafrodita, homossexual e pedófilo e só me casei com você para te destruir. Como fica? Pode separar e casar novamente, mesmo não havendo a infidelidade clássica ou não? Eu creio que o Espírito Santo pode neste caso revelar tratar-se de um caso de infidelidade, mesmo não sendo a que comumente ocorre.

  8. PRECIOSAS E SÁBIAS PALAVRAS!!! ESTOU ENFRENTANDO UM CASO BEM COMPLICADO EM MEU CASAMENTO,MEU ESPOSO ME DEIXO POR OUTRA E FICOU FORA DE CASA POR 8 MESES,A 4 VOLTOU E NO PRIMEIRO MES FICAMOS BEM,DEPOIS DISSO ELE PASSOU A DORMIR EM OUTRO QUARTO E NÃO ME PROCURA MAIS SEXUALMENTE.TENHO SOFRIDO MUITO COM A SITUAÇÃO PORÉM NÃO ACEITO DIVÓRCIO E SEPARAÇÃO EM MINHA FAMÍLIA,ORO E CREIO QUE DEUS É FIEL E VAI CUMPRIR NAS NOSSAS VIDAS O MELHOR.AS ESCAMAS DOS OLHOS DELE CAIRÁ E VOLTAREMOS SER UMA FAMÍLIA BENDITA DO SENHOR.GOSTARIA DE RECEBER CONSELHOS A ESSE RESPEITO,AS VEZES FICO MEIO QUE SEM FORÇAS.GRATA

  9. ótimo. A palavra de Deus é clara. Mas não podemos ficar criticando, julgando, tomando o lugar de Deus. Devemos estar dispostos a orar e ajudar os casais que precisam de ajuda, qualquer casal é sujeito a ter problemas. E outra, pra que colocar nas tags o nome da ludmila Ferber, só pra conseguir acessos? Vergonhoso

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Anuncie Aqui
Anuncie aqui